domingo, 14 de fevereiro de 2010

galanteio


O Museu da República ou Palácio do Catete já deve ter sido cenário de muitas histórias glamurosas (ou seria glamourosas?) e outras nem tanto. Era a Residência Presidencial à época em que o Rio de Janeiro era Capital Federal. Hoje, a edificação foi transformada em museu, abriga uma livraria,  tem um cinema e seu jardim serve de cenário para os passeios dos moradores e algumas feiras literárias.
A fachada do Museu. (imagem retirada do site do Museu da República)
E serve de cenário também para uma roda de samba nos finais de semana. Acontece todo final da tarde de sábado e de domingo. São senhoras e senhores que se arrumam impecavelmente para o encontro: vestidos floridos, xales, flores na cabeça, calças brancas, chapéu panamá e sapatos bicolores. Tudo nos trinques! Além do visual, a impressão que eu tenho é a de que eles passam a semana se preparando também com as canções: alguns têm nas mãos listinhas de músicas e dedicatórias. Às vezes, rola duelo de canções e até umas briguinhas do tipo 'eu é que ia cantar esta música!!' Alguns se arriscam nos passos da dança. Só isso já é motivo pra fazer com que a gente vá lá! E saia com um sorriso no rosto!

Outro dia,  estávamos marido e eu num canto curtindo esta roda de samba. De repente, um grupo de senhoras começa a se agitar. Cutucavam umas às outras e cochichavam. Eis que, com tudo isso, reparamos que um senhor vinha na direção deste grupo. Ele tinha nas mãos duas latas de chá gelado, escondido para trás, como se esconde um presentinho. À medida que ele se aproximava, o grupo de senhoras se agitava mais e tentava disfarçar, o que era muito engraçado. Finalmente, ele chegou perto de uma das senhoras. As outras, disfarçadamente (na verdade, não muito) se afastaram. E ele, num gesto todo galanteador, ofereceu a lata de chá: "É pra você!" Ela ficou toda sem graça, as amigas quase desmaiaram de emoção. Ela aceitou e ele, gentilmente, abriu as latas e se postou ao lado dela para bebericar o chá e curtir aquele fim de tarde no Jardim do Palácio.

E nós voltamos pra casa neste dia com um sorriso maior na cara!
***

4 comentários:

Mina disse...

Gostaria muito de visitar este monumento histórico transformado em livraria, deve ser lindíssimo!

E que cena mais romântica e tudo a ver com o Valentines Day que o povo comemora lá fora não? Adorei, me emocionei, fiquei feliz de ter vindo aqui! beijinhos e boa semana de Carnaval!

Renata disse...

Hazitcha, pena que não nos falamos antes de vc viajar... foi uma correria por aqui... e tenho certeza que p/ vc tb foi! Enfim, aproveite mto sua viagem!
bjos

shi disse...

oimmm que história mais fofa :D
pena que não são cenas fáceis de ver hoje em dia, né?
suoer beijo

Carla, Julio e Nuno disse...

Ai que fofo!!!