sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

dúvida cruel...

Logo cedo, uma questão foi discutida aqui em casa:
Uma amiga (MINHA) vai casar e perguntou o nome completo do marido para colocar no convite. Pôxa, a convidada sou EU e no convite provavelmente vem: 'Sr Marido e Sra', injusto...
E começamos a discutir como seria o justo: 'Sra Maricota e Sr'. E é aí que marido brincou e veio a graande questão: 
o marido é o SENHOR da mulher??????? [*o*]
---

7 comentários:

Anônimo disse...

Acho que isto vai depender de quem paga a conta... Hahahahaha Adorei a discussão! Beijos! Marcela

isa0549 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
isa0549 disse...

Rsrsrsrsrs. Nessas horas eu me lembro da grande filósofa mãe da protagonista do filme "Casamento Grego" que diz: "O homem é a cabeça da casa, mas a mulher é o pescoço, e o pescoço vira a cabeça para onde quiser."

Agora, sobre o assunto em questão, outro dia vi num site as seguintes possibilidades, principalmente se o casal tiver sobrenomes diferentes (não lembro se é o seu caso), sendo que acredito que a ordem dos tratores não altera o viaduto: ou coloca Sra. Harumi Sakamoto e Sr. Cristiano Pavoski (se for formal), ou só Harumi e Cristiano (se for informal e tiver intimidade).

Bjs,

Isabella

Profª Mary Meürer - Univali disse...

Eu acho que o segredo está em deixar eles pensarem que mandam, hehehe.

Sobre a história do pescoço ai, agora entendi de onde veio o discurso que ouvi em um casamento tempos atrás. O celebrante falou pra noiva que o marido era a cabeça do casal e ela não devia ser nem o pescoço, pra não ficar tentando virar a cabeça. Pode uma coisa dessas? E todo mundo achou bonito, tsc, tsc.

Carla, Julio e Nuno disse...

Olha, esse negócio de "meu senhor" me parece mais coisa de senhor de escravos, os tempos mudaram e alguns homens e mulheres também. Fico feliz em dizer que aqui em casa ninguém manda em ninguém...mmm... as vezes eu saio da linha e tento, confesso, mas isso acho que é ainda da criação...cultura e tals, mas é bem controlável e nós vamos bem planejando, conversando, nãoplanejando muito outras vezes, mas sempre conversando e respeitando. A lógica é a seguinte, nos queremos tão bem (falar "nos amamos" fica meio clichê)que não dá pra magoar, passar por cima, não ouvir, ver o outro triste, então: paciência, ouvidos e conversas...
E...outra coisa, quanto à hisoria do convite de casamento, oras, posso falar do nosso. Nós só convidamos pessoas que eram amigas,então usamos até colocar apelidos no convite, se não, ia parecer que estávamos convidando outras pessoas! E, claro, o nome da mulé primeiro! Bolas! Eu mando alguma coisa sim...kkk! brincadeirinha!

shi disse...

poderia ser assim: ao casal + sobrenome :) no meu caso: ao casal zumkeller :P
beijoca e ótimo feriado por ai !

luciana disse...

Outro dia estávamos numa loja comprando sapatos e a vendedora pediu para fazer um cadastro. Escreveu "Luciana e Cláudio" e perguntou "nosso" sobrenome.

Respondi, o meu é Picoral Pinto e o dele é Seibt Filho. Ela fez uma cara muuuuito confusa e perguntou (toda atrapalhada) "ué, não é o mesmo?!?".

"Não, não é".

Depois, no caixa, tive que pedir pra outra moça tirar o nome do Cláudio do cadastro porque ela estava registrando Cláudio Picoral... hahah.

Não entendi porque o empenho em fidelizar o marido como cliente se quem comprou e pagou 3 pares femininos fui eu!